quarta-feira, fevereiro 20, 2008

Pois é...

Eu sabia que ia acontecer o que aconteceu!!!

Tanto é que eu enrolei pra falar para a minha mãe que eu iria viajar! Já sabia qual seria a reação dela!!! E como previa, não foi das mais acolhedoras!
Olhem só o diálogo:

- Mãe, tem uma novidade pra te contar... Vou viajar?!
- Viajar pra onde?! Não inventa moda não!
- Vou pra São Paulo, mãe...
- Fazer o que lá?! Você não tem nada pra fazer lá! E vc lá tem condições de ir?!
- Tenho mãe... comprei passagem na promoção da GOl, de 7 reais.
- Vai ficar onde?!
- Vou ficar com a Lala...
- Que Lala?!
- Mãe... eu conheço um monte de gente lá!

....


Silêncio desde então! Junto com a mudança do humor de dona mãe! Devia ter falado que ia passar o fim de semana trabalhando... ou na casa de uma amiga, e não ter falado que ia viajar! Mas paciência, porque esse é um dos meus passos para vencer essa espécie de "opressão" da minha mãe! Afinal, eu sou maior de idade, vacinada, pago minhas contas, mantenho essa casa onde moro junto com minha irmã mais velha!! Ou seja, infelizmente, ou felizmente, eu não devo nada a ninguém!!
Tenho que tirar esse medo que eu tenho da minha mãe, sabe... Essa preocupação do que ela vai achar, pensar e tal! Puxa... eu tenho 30 anos e ainda me preocupo com o que minha mãe vai achar quando souber que eu já tenho vida sexual ativa (se bem que eu não acredito que ela ainda pense que eu sou virgem...). Mas enfim, esse é um tipo de relacionamento que acaba me podando, e não pode ser assim, não é verdade?!?!?

Pois é! Hoje depois de ter visto o vídeo lá no blog da Lê eu me emocionei tanto... e resolvi que eu vou seguir adiante... independente dos obstáculos, porque eu sei que posso, sei que tenho capacidade para conseguir tudo o que quero! E é com esse sentimento de poder que eu encerro o meu post... Sabendo que posso tudo!!!

Beijos pessoas!!!

4 comentários:

eliana55 disse...

Luana, já está mais do que na hora de vc cortar o cordão umbilical, sei como deve ser difícil para vc, mas vc deve ter uma conversa séria com sua mãe. Ela não pode te dominar desse jeito. Crie coragem e vá a luta. Estou torcendo por vc. Bjs.

andrea disse...

Luana:

Sou filha única, e a minha mãe não tem marido e nem namorado. Desde que ela se separou do meu pai ( 81) ela sempre me usou como desculpa prá tudo fraquezas...Exemplo, nunca casou pq não queria colocar um "homem estranho" junto comigo, depois qdo cresci, era pq eu era adolescente, depois era pq eu era adulta, depois foi pq a minha filha nasceu...etc. E hoje é pq tem qu ecuidar dos meus filhos***Ela veio de S.Paulo ficar na quarentena do meu filho e está até hoje lá em casa - rsrsrs. Daqui a pouco será pq eu tô velha.
Agora tá menos pior pq ela foi morar com a minha sogra na rua de trás de casa, mas ela passa o dia todo em casa, e o fim de semana também -kkkkkkkkk. Mas vou fazer o que?
Ela é a minha mãe, não posso deixá-la de lado, claro que ela me ajuda, mas eu pago um preço alto por isso, a minha casa não é a minha casa...os potinhos do armario ficam do jeito dela e não do meu...E prá ajudar ela não gosta do meu marido e mima demais os meus filhos.
Foi sempre assim...A minha vida pertencia a ela, se eu queria viajar milhões de desculpas negativas vinha ao meu encontro, nada positivomas.Ela sempre me podou de várias coisas que para mim seriam legais, algumas eu fiz contra seu gosto, como casar- eheheheh!
Mãe é assim, não tem jeito, vc tem que aprender a conviver com isso!

Hoje eu vejo ela fazer o mesmo com a minha filha, hoje aconteceu uma coisa que se não fosse minha mãe eu dava um soco no nariz...
A minha filha colocou aparelho e tava com dor e fome, qdo a minha mãe viu começou a me xingar...Pq eu levei a "menina" no dentista, deixasse ela com os dentes tortos mesmo, prá que fazer a menina sofrer a toa...Só uma observação a menina tem 17 anos e uns dentes vampirescos...rsrsrs!
Pôde?
Fazê o que minha amiga, mãe é mãe!

Fique firme!
Beijão

Andréa Wolff disse...

E outra coisa...
Eu sempre fiz essas viagens porra- louca...E me divertia muito. Fazia amizades, conhecia lugares sozinha, e as vezes ficava sem dinheiro ate prá voltar prá casa.

Faria tudo de novo!

Aproveite, tá é parabéns aos 94Kg, falta pouco p/ chegar na casa dos 80 eim?!

Beth disse...

Eu sempre fui uma batalhadora da minha independência e jamais permiti invasão demais, opressão nem pensar. Amo a família, mas desde cedo mostrei que meus caminhos quem traçaria seria eu (com Deus a iluminar). Não fui criada muito presa não, até que para a época foi uma orientação bem legal, mas em algumas coisas talvez eu tivesse sofrido um pouco mais de opressão, se eu tivesse permitido. Acho que sem dúvida alguma, já até passou da hora de você seguir seu rumo. Sou mãe, meu filho tem 24 anos, é adulto, formado, amo-o de paixão, mas sempre digo de coração e com muita consciência: Podei as asinhas por tanto tempo com carinho justamente para que na hora do vôo, elas fossem fortes e competentes. E tem mais é que voar mesmo.
Uma coisa é amar, respeitar, admirar etc. os pais, reconhecer todo o amor e dedicação deles etc. Outra coisa é ter medo, se permitir a opressão e tudo mais.
Que bom você estar se desprendendo! O importante é sempre ter bom senso, muita responsabilidade e ir adiante viu?
Sobre seu processo, continue firme, parabéns por tudo e em frente sempre!
Beijos e ótima viagem, aproveite bastante, se cuide bem, seja feliz!
Beth
http://aconquista.zip.net

Primeira Meta...